Debêntures da Vale isentas de IR têm demanda expressiva

O sucesso da captação de R$ 1 bilhão de debêntures emitidas pela mineradora Vale colocou em xeque o senso comum de que o investidor brasileiro possui apenas visão de curto prazo. O vencimento dos títulos varia de 7 a 15 anos e a empresa usará os recursos para financiar a expansão das atividades operacionais. Quase 90% do volume da emissão foi comprado por mais de 2 mil pessoas físicas.

O desejo de conseguir proteção contra a inflação, a vantagem de não pagar Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos da aplicação e o alto grau de reconhecimento da companhia foram os fatores decisivos para o sucesso da operação. Uma demanda crescente por papéis indexados aos índices de inflação vem sendo criada devido às dúvidas sobre a real capacidade do governo em manter a alta dos preços em patamares controlados. A oferta da Vale preencheu justamente essa lacuna.

Além disso, é consenso entre os aplicadores de que o imposto de renda que incide sobre o rendimento das operações financeiras é um assunto complexo. A forma de tributação, com várias alíquotas que mudam conforme o prazo da operação, confunde e atrapalha o investidor que busca a alocação mais eficiente para o seu capital.

Desse modo, em vez de concentrar seus esforços para manter a composição mais eficiente de sua carteira, o aplicador também precisa administrar o prazo decorrido de cada título. Por isso, devido à simplicidade, as alternativas isentas de IR vêm ganhando popularidade.

E como a Vale é uma das maiores empresas do país, passou pelo processo de privatização e possibilitou que os trabalhadores pudessem comprar ações usando parte do saldo depositado no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), terminou construindo uma sólida reputação entre os investidores.

A combinação desses fatores fez com que a companhia conseguisse captar recursos com taxas mais baixas do que as oferecidas pelo Tesouro. O parâmetro de referência para a operação foram as Notas do Tesouro Nacional da série B (NTN-B), que são corrigidas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e rendem também mais uma taxa prefixada de juros.

A emissão foi dividida em quatro séries. A primeira foi vendida com taxa de 6,46% ao ano. A remuneração da segunda série foi de 6,57% ao ano, a taxa da terceira chegou a 6,71% ao ano e o retorno da quarta série alcançou 6,78% ao ano. Para todas as séries, além das respectivas taxas, a remuneração total é acrescida da variação do IPCA.

No dia 10 de fevereiro, data da publicação do anúncio de início da distribuição, o rendimento das debêntures de cada uma das séries estava aproximadamente 0,1 ponto percentual abaixo das NTNs-B de prazo equivalente.

No entanto, considerando o efeito do IR sobre os rendimentos dos títulos públicos e comparando o retorno das duas modalidades, as debêntures acabam levando vantagem. Assim, o rendimento líquido dos papéis das três séries mais curtas superava em 1,6 ponto percentual a NTN-B equivalente. E o ganho relativo da série mais longa era de 1,2 ponto percentual.

DebVale

Um ponto importante a ser acompanhado é a liquidez dos títulos. Como o incentivo das pessoas físicas foi a isenção do IR, os papéis saíram sem o prêmio sobre o risco de crédito. É pouco provável que os investidores institucionais, que não têm o benefício fiscal, comprem títulos da Vale com rentabilidade inferior aos papéis públicos. O volume de transações no mercado secundário, então, tende a ser pequeno.

De qualquer forma, o sucesso da emissão da Vale mostra que as boas alternativas de investimento estarão sempre no radar dos aplicadores e com potencial para atrair o interesse de milhares de brasileiros.

One thought on “Debêntures da Vale isentas de IR têm demanda expressiva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s