Poupança cresce sem taxas, IR ou marcação a mercado

Rentabilidade tabelada, simplicidade para movimentação e confiança nas regras do investimento são os ingredientes que vem fazendo a caderneta de poupança continuar batendo seguidos recordes de captação.

Este foi o melhor setembro da história. E, no acumulado de 2013, o volume de depósitos registra crescimento de quase 50% sobre o mesmo período do ano passado.

Ao que tudo indica, os grandes bancos desistiram de oferecer aos clientes de varejo outras modalidades de produtos financeiros. Os correntistas, por sua vez, demostram convicção em escolher a facilidade e segurança da tradicional caderneta.

O efeito da marcação a mercado sobre os títulos públicos de longo prazo mostrou aos aplicadores o risco envolvido nos investimentos de renda fixa. Tanto os títulos negociados no Tesouro Direto quanto a carteira dos planos de previdência do tipo PGBL ou VGBL foram duramente afetados nos últimos meses. A rentabilidade dessas modalidades foi pífia.

As regras complexas das demais aplicações financeiras também aumenta a competitividade relativa da poupança. Nos fundos de investimento e de previdência, por exemplo, são cobradas taxas de administração dos aplicadores. Além de elevadas, as justificativas para a cobrança das taxas são pouco claras.

É difícil compreender, por exemplo, por que o correntista – que já paga taxa de manutenção na conta corrente – é obrigado a arcar com custos equivalentes a até 30% da rentabilidade bruta se quiser aplicar pequeno montante de recursos em um fundo de investimento conservador. 

E o que é pior. O sistema de tributação pelo Imposto de Renda (IR) possui alíquotas que variam conforme o prazo da aplicação. Na prática, esse mecanismo inibe a competitividade entre as instituições. Para o investidor, o custo de mudar de aplicação acaba sendo muito alto.

Nesse contexto, não surpreende a preferência do investidor pela caderneta. E explica os seguidos recordes de captação da tradicional modalidade.

Paradoxalmente, o crescimento do volume de depósitos na poupança pode estar formando uma legião de investidores mais conscientes. Na atual conjuntura, para atrair os aplicadores para as demais alternativas, é essencial que as instituições financeiras expliquem em detalhes o funcionamento do produto, custos, riscos e o potencial de retorno.

Hoje, as oportunidades de ganho em alternativas além da caderneta de poupança estão restritas aos investidores mais bem informados e que sabem avaliar corretamente o potencial de cada aplicação financeira. Para os menos informados, é mais seguro e rentável continuar com os recursos na poupança.

11 thoughts on “Poupança cresce sem taxas, IR ou marcação a mercado

  1. É difícil entender a racionalidade da manada. Todos correm para um investimento que não cobre a inflação. Será que é para sabotar o Governo no imposto de renda das outras aplicações, taxas de fundos, IOFs etc e tal?

    • ai, lembro q houve uma maozinha do FHC. foi no governo dele q passou-se a tributar IR na parcela de inflaçao contida na rentabilidade cheia dessas aplicaçoes. antes o IR era sobre somente a parte liquida da rentabilidade dos fundos. valeu a sanha arrecadatoria.

  2. Nào è sempre verdade. Eu tenho um fundo BB Renda fixa LP 90 mil, com taxa de 0.80%, que descontada IR, há um ganho melhor que a caderneta de poupança Mesma coisa com LCA POS CDI, que como caderneta nào tem IR. Ganho esta muito mais que a caderneta

  3. O único ponto que concordo no texto, é que a caderneta de poupança acaba sendo opção para os desinformados.
    Na previdencia privada, há inumeros benefícios que não só a rentabilidade, devemos olha-la como um planejamento sucessório, além dos tantos outros benefícios que se fazem essenciais no planejamento e gestão de patrimonio.
    Com relação aos fundos, seria praticamente inviavel a diversificação de recursos sem eles, sem contar da praticidade que temos em alguns fundos de ações atuais que já depositam o dividendo direto na conta-corrente ao inves de transforma-los em cotas e diluir o yield entre os cotistas.
    Caderneta de poupança na minha visão é somente para aquela reserva de emergencia (8 a 12x os custos fixos mensais)

  4. desculpe, mas vejo de forma diferente. a simplicidade de operaçao faz com q as pessoas q nao tem milhoes para aplicar nao precise ficar esquentando a cabeça com tanta sistematica.
    eh simples assim: para um volume de dinheiro pequeno/moderado o ganho gerado compensa ainda mais com liquedez imediata..

  5. Vejo o sucesso da poupança como “preferência pela liquidez”. Em momentos de incerteza, os agentes preferem manter moeda. Os depósitos em caderneta de poupança no Brasil têm liquidez imediata, risco muito baixo e ainda são remunerados. E, até recentemente, ainda estava rendendo mais que a maioria das aplicações de curto prazo.

  6. Também enxergo que para o investidor comum, outras modalidades de investimentos exigem muitos cálculos. Deveria existir uma tabela de
    rentabilidades líquidas comparando todos os investimentos. No meu ponto de vista as pessoas se rendem a poupança, comparado a outras oportunidades, porque esperam uma rentabilidade e na hora do resgate tem taxas e impostos que surpreendem o investidor. Tamanha complexidade resulta que muitos gerentes de bancos não sabem calcular o retorno líquido de investimentos supondo uma taxa de retorno esperada. Faça o teste com o seu.

  7. Muitas das observações feitas pecam pela arrogância.
    Se pegarem os dados referentes aos investidores da poupança ficarão todos surpresos com o número de investidores com valores elevados de aplicações na poupança. É um erro achar que quem aplica na poupança somente o faz em baixos valores ou representa aplicações de desinformados.
    Outra coisa, as aplicações na poupança tem crescido ao longo de sua história (e não só recentemente) devido à segurança, facilidades, etc. Esta discussão diária, semanal, mensal sobre a rentabilidade vis-a-vis fundos de qualquer tipo é boa para investidores que não tem o que fazer e são mais especuladores.

  8. “… é obrigado a arcar com custos equivalentes a até 30% da rentabilidade bruta se quiser aplicar pequeno montante de recursos em um fundo de investimento conservador”
    O amigo que citou o fundo do BB não prestou atenção ao trecho do post transcrito acima.A aplicação inicial deste fundo é de R$ 90 mil. Não é todo mundo que pode aplicar nele, por isso a taxa é só 0,80%.

  9. Hilário ver um colunista do Valor dizer que a poupança é o melhor produto para curto prazo. No dia 28/08/13 o próprio jornal lança a manchete: ” Juro a 9% tira vantagem da poupança e ajuda fundos” Têm fundos com um mínimo de 3.000 com o BTG Pactual Yield DI FI Referenciado Credito Privado que cobra 0,3% de adm ao ano. Bateu o CDI e poupança mesmo depois de descontar taxa de adm e imposto tanto no curto como no longo prazo. Acredito que o efeito manada é fruto exclusivamente do desconhecimento. Eu me pergunto, será que todo mundo sabe quem é o BTG ou outras assets independentes, é claro que não. As pessoas vão para onde elas conhecem. E em se tratando de educação financeira, os brasileiros não estão tão preocupados assim.

  10. Se o banco não estiver quebrado ninguém consegue um CDB de 6 meses a 118% do CDI. Mesmo assim, após os 20% de IR, receberia 94,4% líquidos. Em igual prazo temos LCI e LCA com esta taxa, em bancos médios com BOM rating, e não há IR. Para prazos mais longos as taxas podem ser ainda maiores. Na pior hipótese, o FGC garante o pagamento até 250 mil. Para o dia a dia, um fundo DI com 0,5% – 0,7% de administração ganha da poupança, tem liquidez imediata (D-zero) e não precisa esperar “data de aniversário”. Tem que pesquisar, estudar, comparar e se informar para investir bem.
    PS: É apenas uma dica, sou médico e não distribuo produtos financeiros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s